fbpx

MENU

MENU

13 3307.5064 | 13 3307.5065

EN PT

Café

PRÓXIMA SEMANA SERÁ UMA SEMANA DE DEFINIÇÕES!
22/08/2020

Receba comentários semanais do mercado







A semana começou tensa com rumores da saída do Ministro Paulo Guedes e com as previsões climáticas no Brasil assustando o mercado (por um lado chuvas em excesso no Estado de Minas Gerais e do outro lado o receio com o longo período de estiagem prolongado em outras regiões já “afetando” o desenvolvimento das lavouras para a próxima safra 21/22; antecipação da florada em algumas regiões; e a entrada de massa de ar polar com risco de neve e geadas podendo vir a atingir o norte do Estado do Paraná e o sul dos Estados de São Paulo e Minas Gerais). Com risco do “fim do mundo” os fundos voltaram a forçar o mercado para novas máximas apoiados pelas expectativas climáticas acima e tentaram romper a resistência da média móvel dos 50 dias na região dos 124-125 centavos de dólar por libra-peso no Dez-20. Rompendo essa resistência a tendência segue sendo de alta, com o mercado podendo voltar a buscar as máximas do ano passado na faixa dos 140 centavos de dólar por libra-peso!

Infelizmente, para muitos, a partir do período da tarde da quarta-feira o Real foi o grande destaque da semana desvalorizando -1,98% e na quinta-feira novamente desvalorizando mais -2,56%, atingindo a máxima da semana @ 5,6727 R$/usd, após o Senado brasileiro votar contra o veto do presidente contra o aumento dos gastos públicos colocando em risco a política econômica do atual governo. Apesar do Banco Central ter entrado no mercado nos 2 dias com leilões para tentar acalmar os ânimos mesmo assim o Real terminou a semana cotado @ 5,6193 R$/usd!

Com o volume de contratos reduzidos na bolsa de Nova Iorque e a desvalorização do Real o mercado não encontrou forças nesse momento para romper a forte resistência da média móvel dos 50 dias no Dez-20 (@ 125,60 centavos de dólar por libra-peso), e terminando a semana novamente beirando a segunda grande resistência da média móvel dos 200 dias do Dez-20 @ 118,40 centavos de dólar por libra-peso (essa semana a média de contratos díaria ficou em apenas 43.200 lotes x 89.800 lotes na semana anterior, e na sexta-feira foram negociados apenas 28.655 lotes). A amplitude dos preços no Dez-20 entre quarta-feira e sexta-feira foi de 785 pontos (máxima de 123,85 e mínima de 116,05 centavos de dólar por libra-peso)!!!

Seguimos com nossa visão “positiva” e “negativa” ao mesmo tempo para o mercado, com as seguintes considerações:

– “Positivas”: Curto prazo: Fundos! Se os fundos voltarem com apetite na próxima semana para aumentar a posição comprada para +25-30.000 contratos, e se o Real voltar a valorizar para 5,40-5,25 R$/usd, aliados ao volume reduzido dessa semana, poderemos ver o mercado voltar a valorizar 2-3.000 pontos! Nesse caso, momento ideal para os produtores seguirem fixando safra 21/22 e 22/23!

– “Negativas”: Se os fundos começarem a liquidar a posição atual, fazendo o mercado voltar a negociar abaixo da média móvel dos 200 dias (no Dez20 @118,40 centavos de dólar por libra-peso) acreditamos que o mercado poderá vir a testar novamente os 105-100 centavos de dólar por libra-peso. Mesmo com Real acima dos 5,00 R$/usd e com custo de produção brasileiro estimado entre 400-450 R$/saca, o cultivo de café segue sendo extremamente rentável, e os tratos e a expansão de novas áreas no Brasil continuarão ocorrendo! Para Safra 21-22 será que Brasil vai ultrapassar a produção de 70 milhões de sacas?

Desta forma, seguimos com as seguintes sugestões:

– Para os produtores/cooperativas que estiverem com a posição “vendida” nas corretoras, sugerimos realizar imediatamente a fixação das vendas (a troca da posição de futuros com as tradings/clientes de destino final), e assim evitar o risco de chamada de margem.

– Realizar a compra do PUT-Spread 125 x 100 centavos de dólar por libra-peso vendendo a Call de 135,00 no Set-21, e fixando o Real futuro (NDF) acima de 5,70 R$/usd, garantindo uma remuneração entre 700-800 R$/saca (dependendo dos descontos oferecidos pelas tradings);

– E como sempre, atenção com as operações alavancadas, com os acumuladores, com as estruturas que “aparecem/desaparecem/dobram” tanto para PRODUTO quanto para CÂMBIO.

*Faltam poucas vagas para as inscrições para o 34º Curso Intensivo de Futuros, Opções e Derivativos – Commodities Agrícolas on-line e ao vivo. Mesmo sendo on-line, colocamos um limite de vagas para que todos possam ter um ótimo aproveitamento. As aulas ocorrerão nas primeiras duas semanas de setembro. Clique no link a seguir para mais informações https://youtu.be/YyoR2BcpyI8

boa semana a todos!

Marcelo Fraga Moreira*

*Marcelo Fraga Moreira é um profissional há mais de 30 anos atuando no mercado de commodities agrícolas, escreve este relatório sobre café semanalmente como colaborador da Archer Consulting.

** “Put-Spread” = compra e venda simultânea da opção de Venda com preço de exercício  mais alto vendendo a opção com preço de exercício mais baixo);

*** “Call” = opção de Compra

Saiba mais sobre nossos cursos in company

Confira valores, disponibilidade e datas.

Estou interessado

Açúcar

UM POUCO DE TUDO

25/09/2020

ler mais

Café

Teste Comentário com banner

24/09/2020

ler mais

Café

Teste Comentário com banner

24/09/2020

ler mais

Receba comentários semanais do mercado