fbpx

MENU

MENU

13 3307.5064 | 13 3307.5065

Açúcar

VOLATILIDADE E NARRATIVAS EM MEIO AO CAOS POLÍTICO E ECONÔMICO
08/06/2024

Os dados divulgados pela UNICA na semana passada revelam um aumento significativo na moagem de cana-de-açúcar no Centro-Sul, que cresceu 19,49% em relação ao mesmo período do ano passado. Foram processadas 95,4 milhões de toneladas contra 79,8 milhões de toneladas no ano anterior. A produção de açúcar também registrou um aumento notável, com um crescimento superior a 25%, totalizando 5,14 milhões de toneladas em comparação às 4,1 milhões de toneladas do ano passado. O mix de açúcar no período alcançou 47,68%, comparado a 45,37% no mesmo período do ano anterior. Embora seja uma notícia já conhecida, é importante destacar que a safra está progredindo muito bem, não havendo, até o momento, motivos para preocupação em relação à sua dimensão.

O mercado não se baseia apenas em notícias, mas, principalmente, em narrativas. As preocupações com a seca nas regiões canavieiras do Centro-Sul são legítimas. No entanto, é prematuro fazer diagnósticos sobre o suposto déficit hídrico que poderia afetar a produção de cana. Conforme mencionado por um produtor experiente: “a safra está indo muito bem, obrigado”. Se a seca persistir, “só sentiremos algum reflexo depois de agosto; portanto, ainda há muito tempo para observarmos os desdobramentos”.

E como o mercado reagiu a tudo isso? Bem, o mercado precisa de volatilidade, ou melhor, os especuladores prosperam com a volatilidade, e as narrativas são ingredientes cruciais na sua formação. Nesta semana, os dados do COT (Commitment of Traders) divulgados pela CFTC (Commodity Futures Trading Commission), a agência reguladora americana do mercado de commodities, mostraram que os fundos mantiveram praticamente inalterada sua posição vendida a descoberto, que totaliza 81.725 lotes, com base na posição de terça-feira passada.

O mercado futuro de açúcar em Nova York encerrou a semana com o contrato para vencimento em julho/24 cotado a 18.96 centavos de dólar por libra-peso, uma alta de 51 pontos em relação à semana anterior, pouco mais de 11 dólares por tonelada. Com o real se desvalorizando, encerrando a semana ao redor de R$ 5,3500 (uma queda de 3,4% na semana), a média dos contratos para julho/24, outubro/24 e março/25 subiu 125 reais por tonelada em relação à semana anterior. As médias das safras 25/26 e 26/27 aumentaram 87 e 60 reais por tonelada, respectivamente. Estimamos que a desvalorização do real nos últimos 3 meses (quando o câmbio estava a R$ 4,9350) contribui para uma perda de 150 pontos no açúcar em NY (33 dólares por tonelada).

A acentuada desvalorização do real não é apenas um reflexo do cenário macroeconômico que não acredita na redução dos juros norte-americanos depois do surpreendente número de criação de empregos nos EUA em maio, bem acima do esperado, mas também da contribuição inestimável de Lula e sua incrível capacidade de superar as tolices protagonizadas por Dilma, diminuindo a credibilidade fiscal do país, aumentando a insegurança jurídica e afastando investidores estrangeiros. Em meio a esse caos, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, aparentemente sem nada melhor para fazer na vida, visitou o Vaticano para uma audiência com o Papa Francisco na quinta-feira. Imagino que tenha ido pedir uma intervenção divina.

O mercado de energia continua anêmico, com a queda do petróleo em cerca de 4% nos últimos 30 dias. Das softs commodities, o açúcar lidera a queda com 5% no mesmo período. Está difícil ficar altista dadas as circunstâncias.

Na parte técnica, segundo nosso analista Marcelo Moreira, o julho-24 encerrou a semana “cravado” nos 19 centavos de dólar por libra-peso após testar e respeitar o primeiro suporte da média-móvel dos 9 dias de 18.73 centavos de dólar por libra-peso. Com a aproximação do vencimento das opções no dia 17 de junho convém prestar atenção nos strikes 19 e 20 centavos de dólar por libra-peso com posição em aberto nas opções de compra “call” respectivamente em 5.300 lotes e 7.100 lotes. Já nas opções de venda “put” atenção nos strikes 18.00/19.00/19.50 e 20.00 centavos de dólar por libra-peso com a posição em aberto respectivamente 3.800 lotes/6.300 lotes/2.100 lotes e 5.000 lotes! Próximos suportes importantes a 18.73/18.00/17.30 centavos de dólar por libra-peso e resistências a 19.58/ 20.79 e 20.99 centavos de dólar por libra-peso.

Descubra o poder dos derivativos com nosso Curso Avançado de Futuros, Opções e Derivativos – Commodities Agrícolas. Participe presencialmente em São Paulo, nos dias 25 (terça-feira) e 26 (quarta-feira) de junho, e aprenda estratégias sofisticadas e técnicas de ponta para dominar o mercado. Vamos guiá-lo para uma performance excepcional. Transforme seu conhecimento e impulsione sua carreira a novos patamares. Não perca a única oportunidade deste ano de participar do curso que se tornou referência no mercado e já capacitou mais de 3.000 profissionais do agronegócio. Para mais informações, entre em contato com priscilla@archerconsulting.com.br .

Arnaldo Luiz Corrêa

 

Este relatório foi preparado pela Archer Consulting – Assessoria em Mercados de Futuros, Opções e Derivativos Ltda. para uso exclusivo do destinatário, podendo, no entanto, ser reproduzido ou distribuído por este a qualquer pessoa desde que citada a fonte. Este relatório é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa, em nenhuma hipótese, uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer instrumento financeiro ou serviço. As informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data na qual este relatório foi publicado. Entretanto, as informações aqui contidas não são por parte da Archer Consulting – Assessoria em Mercados de Futuros, Opções e Derivativos Ltda. garantia de exatidão das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade delas, e não devem ser consideradas como tal. As opiniões contidas neste relatório são baseadas em julgamentos e estimativas, estando, portanto, sujeitas a mudança.

 

® 2024 Archer Consulting – Assessoria em Mercados de Futuros, Opções e Derivativos Ltda.

Receba comentários semanais do mercado







Saiba mais sobre nossos cursos in company

Confira valores, disponibilidade e datas.

Estou interessado

Café

USDA* 01 X MERCADO 0 (POR ENQUANTO)

22/06/2024

ler mais

Açúcar

OS QUATRO ELEMENTOS

22/06/2024

ler mais

Café

ENQUANTO O INVERNO NÃO VEM O MERCADO SEGUE CONSOLIDANDO!

15/06/2024

ler mais

Receba comentários semanais do mercado